Baixista do Radiohead é um dos nossos


A música sempre moveu pessoas, mudanças e culturas. E de certa maneira, sempre foi resultado disso tudo também. Uma ligação direta entre a arte musical e a expressão humana, misto de amor e ódio, perfeição e ruído. Obra humana que podemos escutar. Mas que dependendo do formato, podemos ver, refletir, tocar, mistificar. É o caso do disco em vinil e milhares de LPs, sempre carregados de simbologias e conceitualmente explorados por artistas e bandas.

Não foi à toa que grandes artistas assinaram capas dos álbuns mais famosos do mundo. Toda capa expressa parte do sentimento de um LP. Um corpo que com o tempo ganha ainda mais vida e história.

Quem comenta um pouco mais sobre esta “vida” dos LPs é Colin Greenwood, baixista do Radiohead. Em entrevista para a rádio inglesa BBC, o músico que também coleciona LPs, comentou que “o LP permite expressar-se de uma maneira muito mais psíquica e tangível”. Como um livro ou uma roupa, onde você pode expressar-se através da música.

Para ele, curtir música através de um disco é "muito mais prazeroso". Colin acredita que através do LP você interage ainda mais com a música, com as cores, o formato e até detalhes escondidos. A música ganha outro significado, muito mais único do que escutá-la pelo Spotify ou em mp3.

Entre um show e outro, uma das diversões do baixista é conhecer lojas de discos pelo mundo. Questionado sobre seu vinil favorito, Colin responde: "Peter Green’s Fleetwood Mac". Por sinal, um dos nossos preferidos também ;)

A entrevista completa você escuta aqui.

Fleetwood Mac - o preferido de Colin Greenwood

#radiohead #colecionador #fleetwoodmac

ESCUTE NOSSAS PLAYLISTS