Dave Grohl é um dos nossos


Dave Grohl é um daqueles caras que você consegue imaginar sentando na sala da sua casa e perguntando se você tem cerveja na geladeira. E não só isso, provavelmente ele perguntaria quais LPs você tem pra tocar.

Dave Grohl além de ser baterista do Nirvana e frontman do Foo Fighters (uma das melhores bandas dos últimos 20 anos), também é apaixonado por vinil. Paixão que ele inclusive compartilha com a filha, louca por Beatles como ele.

Veja o que ele conta em uma entrevista bacaníssima!

Qual foi o primeiro disco que você comprou na vida?

O primeiro disco que me lembro de ter comprado foi uma compilação. Eu acho que chamava 20 Original Hits. Tinha KC & Sunshine Band e Alice Cooper nele. Isto foi provavelmente em 1975. Mas tinha também Edgar Winter Group com a canção Frankenstein, e isso mexeu com meu mundo. Mudou totalmente minha vida. Até essa época tudo que eu fazia era escutar rádio AM com minha mãe, e quando ouvi Frankenstein, disse: "Isto é música".

O que você lembra sobre as lojas de discos que você ia quando era pequeno?

Comecei a ouvir punk rock underground quando tinha 12 ou 13 anos. Passava um bom tempo em lojas de discos no meu bairro - havia alguns lugares em Springfield onde você poderia comprar os álbuns que saem em grandes gravadoras e os mais famosos. Mas quando entrei no punk rock, comecei a comprar álbuns por correspondência, porque muitas das lojas de discos não tinham bandas punk da Inglaterra, Suécia, Chicago ou de Los Angeles. Você enviava 5 dólares e um par de selos, para depois enviarem o disco. Para mim, isso foi incrível, porque havia uma ansiedade e descoberta. Você esperava e esperava por seu álbum. Foi assim que eu comprei a primeira fita do Metallica (Kill 'Em All). O álbum não era vendido em lojas comerciais, e na verdade eu só comprei porque achei o nome da banda legal.

Veja o vídeo onde Dave Grohl conta sobre a música que mudou sua vida e o fez querer ser músico.

As vendas de vinil aumentaram nos últimos anos, particularmente entre os jovens. Por que você acha que eles estão voltando para isso?

É engraçado, eu tenho três filhas: uma de 9 anos, uma de 6 anos e outra mais nova. Mas a de 9 anos, eu me lembro de apresentá-la ao vinil. Ela estava realmente curtindo Beatles, e eu tenho o box de vinil completo dos Beatles. Ela olhou para ele e disse: "O que é isso?" E eu disse: "Este é o vinil dos Beatles. Estes são os discos dos Beatles". Eu estava tipo, "Aqui, deixe-me mostrar como fazer para escutar", e ela estava fascinada. Era como um brinquedo para ela. Mas ela estava realmente ouvindo música e experimentando-a como eu fazia quando eu tinha a idade dela. Saí do quarto e voltei meia hora depois, e todas as capas de discos estavam no chão e ela estava ouvindo álbum após álbum, lendo as letras e olhando para as capas e fotos.

Acho que talvez o que aconteceu foi que a conveniência da tecnologia ofuscou a experiência de segurar um álbum em suas mãos e sentar no chão do seu quarto enquanto olha para uma foto de John Lennon ou Gene Simmons ou Johnny Rotten. Essa experiência às vezes pode se tornar ainda mais emocional, porque está realmente acontecendo.

Alguém curando músicas para você através do seu computador ou ser capaz de segurar 10.000 músicas em seu relógio pode ser uma conveniência ótima também, mas o impacto emocional de segurar um álbum dos Beatles em suas mãos e ouvir o Let it Be, é algo forte.

Hoje, eles usam esses toca-discos realmente bonitos, pequenos, coloridos que estão em uma maleta, e então junto há um disco de alguma banda nova. É muito louco, parece que eles se tornaram parte desta nova revolução de vinil.

Qual é o tamanho da sua coleção de discos?

Eu não sou como um colecionador voraz que tem 50.000 álbuns de vinil empilhados em um espaço. Mas eu tenho álbuns dos últimos 40 anos da minha vida. Eu ainda tenho o primeiro disco que eu já comprei e que está na mesma prateleira do último álbum que eu consegui.

Qual foi o último?

O último álbum que recebi foi um presente. Uma banda de metal chamada Children. É um álbum de edição limitada, realmente difícil de encontrar. Isso foi ótimo. O último álbum que eu comprei de verdade de ser um der Neil Young. Provavelmente era década, porque cresci ouvindo a versão da minha irmã. Para o Natal no ano passado, eu dei discos de vinil para ambos dos meus filhos. Ambos têm toca-discos, e meu mais novo estava obcecado com o filme Elf, então eu comprei a trilha sonora. Mas eu tive que ouvir isso todos os dias por algumas semanas...

Entrevista original do USA Today.

Vídeo originalmente gravado para a Record Store Day.


ESCUTE NOSSAS PLAYLISTS

Posts Recentes
Posts Em Destaque
Siga
Nenhum tag.
Procurar por tags
Arquivo
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

CONTATO

 

vinilbox@vinilbox.com

WhatsApp: (11) 98106-3341

 

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS

©2016 por Vinil Box. Todos os direitos protegidos por lei.