R.I.P. George Michael


(Foto: REUTERS/Stefan Wermuth/File Photo)

2016 parece não acabar. E pra deixar o ano musical ainda mais atribulado, George Michael se despediu neste Natal, deixando álbuns e apresentações incríveis de sua carreira. A causa de sua morte foi anunciada como “falha cardíaca”, apesar da polícia britânica ter anunciado que há “indícios misteriosos”.

Mas o que importa mesmo é o que o artista fez durante sua vida. E mais do que vender mais de 100 milhões de discos em sua carreira, George Michael foi um dos principais responsáveis por elevar ainda mais a importância e nível de qualidade do cenário pop. Dono de uma voz apoteótica, o músico não só cantava e compunha, mas também produzia, exemplo de seu segundo disco solo “Listen without prejudice vol. 1” (1990), produzido por ele mesmo.

Seu último álbum - “Symphonica” - lançado em 2014, foi o único disco ao vivo de George Michael. E no estúdio, George também brilhava. Veja imagens raras do artista se preparando para as gravações. Seja passando sua voz ou ensaiando com a equipe, os momentos deste vídeo mostram um pouco mais do que perdemos.

George Michael está certamente entre os maiores vocalistas de todos os tempos. Prova disto está em uma apresentação que ele fez com o Queen, assumindo os vocais de Freddie Mercury na música "Somebody to Love". Um momento marcante que você assiste aqui.

Vá em paz George!


ESCUTE NOSSAS PLAYLISTS

Posts Recentes
Posts Em Destaque
Siga
Nenhum tag.
Procurar por tags
Arquivo
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square